Principal > Educacional > MIG/MAG > gases para soldagem MIG/MAG 

   

Gases para soldagem MIG/MAG

 

   A seleção do gás correto para sua aplicação, é crítico para a qualidade final da solda. O critério de escolha usado, inclui as seguintes características, mas não está restrito a elas:

  • tipo de metal base a ser soldado

  • alguma característica especial do material depositado após a soldagem

  • espessura do material a ser soldado e o design da solda

  • modo de transferência do material

  • posição de soldagem

  • tipo de penetração necessária para a solda

  • aparência final da solda

  • custo
     

   Para o processo MIG:

  • para a soldagem de aços em geral, precisamos de um gás de característica INERTE/IONIZÁVEL, pois precisamos proteger a poça de solda, para que enquanto o material estiver sendo depositado, ele não reaja com nada à sua volta. A opção tradicional neste caso é o gás chamado "Mistura", que se compõe normalmente de 75% de CO2 e 25% de argônio. Em situações específicas, pode se utilizar este gás em proporções diferentes. O gás é comercializado por metro cúbico (m3) em cilindros de alta pressão, normalmente com capacidade para 3, 7 ou 10 m3. Existem alguns outros tipos de gases que também servem, como o hélio, mas raramente são utilizados no Brasil, principalmente por questão de custo.

  • para a soldagem de alumínio, níquel ou titânio, utilizamos argônio puro.

 

   Já para o processo MAG:

  • é necessário um gás ATIVO, que reage na poça de solda durante a soldagem, e o gás utilizado é o CO2 principalmente por questões de custo. Este gás é vendido por kg em cilindros de alta pressão, sendo que o tamanho padrão para a industria são cilindros com capacidade de 25 kg.

   Você pode encontrar mais detalhes sobre o CO2 aqui. (abre em nova janela)

 
 

 

 

  Principal  | Educacional  | Quem Somos | Localização | Contato | O que é o Projeto Educacional